terça-feira, 8 de junho de 2010

Eu não quero voltar atrás, eu não quero fazer diferente. Eu quero ser e estar exatamente aqui e agora, com quem e como estou. É difícil de entender, é fácil de se viver. Nem tudo precisa de explicação. Alias, quase nada do que se explica precisa mesmo de explicação. A vida não é matemática como parece ser, não há resultado para cada equação realizada, há sempre infinitas possibilidades para tudo. A vida não é exata, é humana, é filosófica. Nunca gostei de matemática, talvez por que sempre apreciei a incerteza de um ser humano muito mais do que os traços certos de um número.
Todos nós, por motivos evidentes ou não, temos direito de mudar de idéia, de querer fazer diferente do que se fez, de voltar atrás. Apesar de não faze-lo, não o considero fraqueza, quem se permite nunca é fraco.
Se for do seu desejo voltar atrás, eu espero que você tenha certeza do que faz e seja capaz de assumir os riscos que irá correr, por que sim, nada será fácil pra você. Melhor, nada será possível pra você. ;)

Nenhum comentário: