domingo, 18 de outubro de 2015

A sensação de incapacidade chega a níveis alarmantes. Parece que não há NADA que se possa fazer, além de jurar com todo coração todos meus sentimentos e todo meu comprometimento com o que deve ser alterado.
Parece que tiraram o chão, sumiu, tô em queda livre e o tombo vai ser tão grande, mas tão grande que não consigo nem imaginar o estrago.
Eu tenho certeza, certeza absoluta do que eu quero e do que eu sinto, e por isso mesmo pela primeira vez na minha vida, eu não tenho um plano B. Talvez seja hora de começar a pensar? Não quero pensar.
Hoje quando acordei com a cara inchada e o sentimento de fracasso no peito, tentei não lembrar das noites anteriores, mas é impossível. As últimas noites tem sido as piores da minha vida, não acho que isso vá se apagar de repente.
Eu não sei o que está por vir, só sei que nunca estive tão despreparada.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Sobre as pessoas

Espere tudo das pessoas. Espere tudo, tanto para o bem, quanto para o mal.
Essa é a conclusão/resolução que mais me ajuda na vida.
Eu espero tudo das pessoas, pois eu não sei do que elas são capazes. Não tem como saber. Em certo casos eu penso que dá pra ter uma leve ideia do que está por vir, mas dai a pessoa vai la e puft! Destrói com meu achismo.
Não há surpresas quando não há limites de pensamento. O que também não quer dizer que não há confiança, eu confio em pouco mais de meia dúzia de pessoas, mas botar a mão no fogo por alguém é arriscado demais, a mão é tua e a responsabilidade pelo que acontece com ela não. Não se responsabilize pela atitude alheia, o ser humano também é humano quando é mau. E todos nós somos um pouquinhozinho maus.
Não se surpreenda com atitudes ruins, mas também não as aceite, saber conviver com a diversidade de pensamento e modos de vida é o maior dos trunfos, mas não aceite o que é ruim mesmo que isso seja tido como "normal".
Nós temos tudo para errar, tudo para cagar com a coisa toda e quando Edward Murphy disse que "se alguma coisa pode dar errado, ela dará", eu penso que ele falava sobre as pessoas, no estilo "se o cara pode fazer alguma merda que foda tudo, ele vai". Nós somos assim. Óbvio, que a teoria não é regra e tentar manter um equilíbrio entre as merdas e as coisas boas não é assim tão difícil, começando por não cometer o mesmo erro duas vezes. "Eu não vou cometer o mesmo erro de novo e agora vai!" Somos aprendizes eternos e deuses de nossas vontades, não há no mundo em que possa tomar sua responsabilidade, assim como você também não o fará.

terça-feira, 2 de setembro de 2014

O sábado que não chega

Quando dá vontade, a vontade não escolhe lugar, a vontade não escolhe a hora, a vontade só nos escolhe. E como a vontade tem nos escolhido ultimamente, hein!? Me vejo parada no meio de uma terça-feira abafada gritando pra vontade. "Eu, eu, eu aqui!" Não preciso nem falar duas vezes. Na metade do minuto seguinte já me imagino te pegando pelo pescoço, de jeito, firme. Com a mão que sobra já me livrei da parte de cima da minha roupa e a sua sai correndo do seu corpo, escorregando, dando licença! "Me da licença moça, hoje não vai haver nada entre esse corpo e eu."
Eu me vejo fazendo parte daquele beijo que encaixa, que vira e mexe e morde e lambe e dá ainda mais vontade. Não tem porquê ter calma, não tem por que ter cerimonia, aquilo tudo é meu e eu sei muito bem o que fazer.
A vontade tem sua própria trilha sonora e entre gemidos, estalos de tapas e gritos abafados pelo travesseiro, ela rege sua sinfonia perfeita, a melhor das sinfonias vai se formando entre uma putaria e outra dita ao pé do ouvido, nossa putaria e na nossa putaria tudo pode e eu quero tudo o que você tem pra me dar, me dá? Eu quero a pele da tua nuca arrepiada com a lambida na orelha, eu quero os puxões de cabelo, me dá? Eu quero o cheiro doce da tua pele grudada na minha, eu quero tudo, eu quero tudinho, pra ter e depois quase sem folego, sem forças, deitar do teu lado e nossos corpos grudados pelo suor e intimados pela vontade quererem tudo de novo, tu quer tudo de novo e é claro que eu te dou.


quarta-feira, 21 de maio de 2014

Cada um com seus problemas. Não leve tão mal meu egoismo, mas é que né, de certa forma você provocou esta situação, de uma forma ou de outra provocou. Talvez alguma coisa que fez, talvez alguma coisa que deixou de fazer. Não foram os astros, não foi o mundo injusto e sem oportunidades, foi você. Foi você, então não enche o saco.

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Eu sei que eu sou difícil de lidar, sei que não é fácil de entender e por hora não pretendo que seja diferente. Tudo fechado aqui, vamos arrumar a casa.